Assine a Newsletter

Entrevistas

Entrevista com Osmar Adão

Entrevista
Postado 7 de dezembro de 2015 às 17:15   /   por   /   comments (0)

O SOL NASCENTE entrevistou Osmar Adão, dedicado trabalhador espírita da cidade de Volta Redonda, sul fluminense.

O SOL NASCENTE – Quando iniciou no Espiritismo e quando isso se deu?

Osmar – Quando era solteiro, na década de 1960, fui presidente da Associação Juventude Cristã da Igreja Católica Nossa Senhora da Conceição, do bairro Conforto, de Volta Redonda. Nessa igreja me casei em 1970. Seis meses após o casamento, a mediunidade de minha esposa aflorou. Sendo eu católico participante, procurei o padre Edward e narrei-lhe o ocorrido. Ele me ouviu e não me deu uma resposta satisfatória que me tranquilizasse. Em razão disso, inconformado com a situação, procurei uma resposta para o problema. Foi quando encontrei-me com um vizinho simpatizante do Espiritismo, que frequentava um grupo mediúnico que funcionava em uma residência de amigos. Ele me convidou para fazer uma visita ao grupo que, segundo ele, poderia ser de ajuda para o meu problema. Esse grupo foi a luz que eu precisava. A partir daí, eu e minha esposa, deixamos a Igreja Católica e fui encaminhado para a Associação Espírita Estudantes da Verdade (AEEV), o primeiro Centro que frequentamos do movimento espírita que hoje permaneço engajado.

O SOL NASCENTE – Quais foram suas funções ou cargos exercidos na lide espírita e qual o atual?

Osmar – Inicialmente, comecei a frequentar o Centro como estudante do Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita (ESDE); em 1983 fiz o curso de médium com a querida irmã Dalva Silva Souza. Na sequência, fui enviado para o Centro Espírita Paulo de Tarso para ser o presidente no período de 1985-2000. Participei da fundação do antigo 36o CRE da antiga USEERJ. Fui representante do Hospital do Fogo Selvagem, de Uberaba, MG. Atualmente, faço parte do Conselho Superior da AEEV, onde coordeno o grupo de educação mediúnica e represento a instituição junto a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (SEAP) do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (DEGASE) e também junto a Clínica Vale do Paraíba para doentes mentais.

O SOL NASCENTE – Como você vê o movimento espírita em Volta Redonda e adjacências?

Osmar – Com a desencarnação e mudança de diversos trabalhadores, o movimento espírita local sofreu uma queda de produção, e por isso atravessa uma fase difícil. A falta de colaboradores dedicados à Doutrina Espírita tem sido sentida.

O SOL NASCENTE  – O que falta em seu conceito para melhor funcionamento das Casas Espíritas?

Osmar – O funcionamento das Casas Espíritas melhoraria na medida em que se conscientizasse as pessoas de que o Espiritismo está sob o seguinte fundamento: Jesus, Kardec, humildade e simplicidade.

O SOL NASCENTE – Quais são os seus projetos na lide espírita para o ano de 2016?

Osmar – É o de servir mais, ouvir mais, trabalhar mais e falar menos. Continuar nos grupos nos quais participo com a maior dedicação e empenho.

BATE BOLA

O que é necessário para você ser feliz?

Osmar – Aproveitar as oportunidades de ser útil ao semelhante nos limites de nossas forças.

Virtude que mais admira.

Osmar – Humildade.

Defeito que detesta em você.

Osmar – Arrogância e prepotência.

Um grande vulto espírita.

Osmar – Dona Aparecida Ferreira, fundadora e colaboradora do Hospital do Fogo Selvagem, de Uberaba, MG; e Langerton Neves, médium receitista, da cidade de Petrópolis, RJ; ambos desencarnados.

Um livro.

Osmar – “Paulo e Estevão” e “O Livro dos Espíritos”.

Você tem medos?

Osmar – Não.

Do que se arrepende?

Osmar – Quando ofendo as pessoas.

O que mais ama na vida?

Osmar – Visitar os nossos irmãos encarcerados e trabalhar na área mediúnica.

Um motivo de tristeza.

Osmar – Ter iniciado muito tarde na Doutrina Espírita.

Um sonho.

Osmar – Tornar-me um verdadeiro cristão.

O que faz nas horas vagas?

Osmar – Não tenho horas vagas.

Uma frase.

Osmar – “Os defeitos dos outros só deixarão de incomodar quando nos libertarmos dos nossos próprios defeitos”.

Suas considerações finais.

Osmar – Longobucco, peço a Deus que ilumine toda a equipe de O SOL NASCENTE, cuja contribuição, tenho certeza, é imensa para a Doutrina Espírita. Muito obrigado.

Comentários (0)

Escreva um comentário

Name E-mail Website Comentário